A importância do sono para nossa vida

O sono, tão menosprezado por muitas pessoas, exerce papel mais do que importante em nossas vidas: ele é essencial e jamais deve ser menosprezado!

O sono é essencial para inúmeras funções biológicas e é preciso que mais do que quantidade, ele seja valorizado por sua qualidade.

Conheço inúmeras pessoas que dormem 8, 10, 12 horas por dia e acordam cansados (quase sempre acordam piores do que quando foram dormir), sem disposição, de mau-humor, irritados e sem vontade de fazer nada (para muitos sair da cama requer um sacrifício enorme!).

Há pesquisadores (faço questão de citar que não concordo com tais opiniões. Respeito e reconheço a importância do sono, mas minha opinião na “escala de importância” é diferente. Na verdade prefiro dizer que são “importâncias diferentes”) que colocam o sono como o principal eixo da saúde, a frente dos níveis de exercício físico e da alimentação.

Prefiro dizer que a saúde, definida como completo bem-estar físico, mental e social, depende demais da equação: exercício físico + boa alimentação + sono de qualidade (repare que cito, mais uma vez, a qualidade e não a quantidade).

Durante o sono, diversos mecanismos fisiológicos acontecem e em geral (e mais importante) é quando ocorre recuperação de nosso corpo e mente (lembre-se que mente e corpo devem estar em equilíbrio).

Diversos hormônios, cada um com uma função principal, são liberados e ação de cada um deles é fundamental para nossa saúde.

Há décadas ouvimos que devemos dormir 8 horas por noite (crescemos ouvindo isso de uma maneira quase que insuportável). Na verdade não é bem assim. Cada organismo tem uma necessidade (lembre-se da individualidade biológica, tema de artigos anteriores).

Há pessoas que com 6 horas de sono acordam bem e passam o dia bem disposto, enquanto outras dormem mais de 10 horas e passam o dia inteiro com preguiça, moles, bocejando e vivem cansados.

Fatores como nível de exercício físico, stress e alimentação exercem grande influência na qualidade do sono.

Acredite: se você ingressar num programa de exercício físico, encarar isso como um hábito, se estressar menos e passar a ter uma alimentação mais saudável (vale lembrar que devemos fazer uma alimentação leve a noite, evitando alimentos gordurosos e com grandes quantidades de proteínas) a qualidade de seu sono certamente irá melhorar.

Há anos levanto antes das 5h (muitas vezes saio para correr às 4:30) e não tenho dificuldades para isso.

Claro que na maioria das vezes, vou dormir às 22h mas a prática regular da corrida (corro 4x por semana) e não comer demais a noite, são fundamentais para que as horas que durmo sejam suficientes para levantar bem e enfrentar o dia-dia.

É muito importante que, quando você se deitar para dormir, possa se desconectar do mundo…sim, saia do celular!!! Pare de ver fofoca em rede social!!!

A luz do celular bloqueia a liberação de substâncias essenciais para o sono. Que tal um livro?.

Vale lembrar também que recomenda-se evitar alimentos que contenham cafeína (alguns tipos de chá, café, alguns tipos de refrigerante). Um copo de leite é recomendado, pois contém triptofano, um aminoácido que relaxa os músculos.

Uma outra coisa muito importante é que o sono essencial para nossa vida é o de madrugada (meia-noite às 4h), pois é nesse período que nosso organismo realiza inúmeros processos fisiológicos que irão nos proporcionar uma melhor qualidade de vida.

Leia Também  10 dicas para fazer a dieta Slowcarb e ver os resultados

Então, de nada adianta a pessoa dormir “a tarde inteira” se ela não dormir bem a noite (vale lembrar que o sono na parte da tarde deve ter um limite de 20 minutos, pois tempo superior a este trará dificuldades a noite).

Tenho pena das pessoas que falam sorrindo: Ih, qualquer lugar que eu sento eu durmo, basta entrar no ônibus que eu apago… Isto reflete que seu sono anda em péssima qualidade e o estilo de vida precisa ser revisto.

Bocejo é sinal de falta de oxigênio. A pessoa que boceja demais quase sempre apresenta baixo condicionamento aeróbio (sério fator de risco cardiovascular, como explicado em artigos anteriores).

Dormir é fundamental! Mas lembre-se: dormir bem não é dormir demais!

Maximiza mais!

Assine nossa lista VIP e receba os artigos do blog no seu e-mail

Personal Trainer
follow me