O poder da leitura que você precisa conhecer

Já imaginou poder aprender a investir em ações com Warren Buffett? Saber como fazer filmes com Steven Spielberg? Quem sabe, descobrir como Steve Jobs tornou a Apple aquilo que ela é hoje? Ou quem sabe o que o Bill Gates tem a dizer sobre empresas e negócios?

Posso ir mais longe? Por que não aprender diretamente com Salomão (aquele mesmo da Bíblia) como ser o homem mais rico do mundo, aprender com Oscar Niemeyer a fazer construções espetaculares ou aprender física com Albert Einstein?

Estes e outros tantos exemplos fantásticos (que não me vêm à cabeça agora) são possíveis e está ao alcance de qualquer um. Pobre, rico, gordo, magro, alto, baixo, branco ou negro, não importa. Esta oportunidade está ao alcance de todos.

A leitura nos permite aprender com os grandes mestres do passado e do presente, ela, muito antes da internet, já encurtava os caminhos entre as mentes das pessoas, já permitia que o conhecimento de grandes gênios da humanidade não fossem extintos juntos com suas próprias vidas, permitindo que o conhecimento passasse de geração a geração.

O computador ou celular que você está utilizando agora para ler este texto, só foi possível, pela união de diversas áreas de conhecimento, como conhecimentos matemáticos, físicos e químicos que foram descobertos ao longo dos anos e registrados em livros, documentos e artigos, que foram passados através do tempo, até que um belo dia, alguém reuniu esse conhecimento e criou este aparelho que está em suas mãos neste momento.

Fantástico não?

Contudo, a leitura ainda não é um hábito muito comum por aqui, em terras tupiniquins. Como já falei em outro artigo, cerca de 44% da população brasileira não lê e 30% jamais comprou se quer um livro. O Brasil se encontra no 59º lugar no teste de leitura do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa).

Uma coisa que aprendi ao longo desses anos de vida foi que para você alcançar o seu máximo, a melhor versão de si mesmo, você vai precisar ter os melhores treinadores, professores e mestres, e um dos caminhos mais curtos para ter contato com todos estes é através daquilo que eles deixaram registrado.

Mas não é apenas uma viagem ao passado ou por questões intelectuais que você deveria adquirir o hábito da leitura. Existem outros diversos benefícios que a leitura pode te entregar.

Vamos conhecê-los então?

Está gostando deste artigo? Insira seu melhor e-mail no formulário abaixo para receber os artigos do blog assim que eles forem publicados, gratuitamente, em seu e-mail.

Maximiza mais!

Assine nossa lista VIP e receba os artigos do blog no seu e-mail

Ler desde cedo pode aumentar a sua renda

…E não sou eu quem está dizendo isso.

Segundo estudo realizado pela Universidade de Pádua, na Itália, as crianças que crescem cercadas por livros têm mais chances de ter sucesso na vida adulta. Economistas notaram que os jovens que têm livros que não façam parte das leituras obrigatórias da escola, ou seja, que leem por prazer, tinham salários 21% melhores.

Quem tem o hábito de ler desde cedo acaba desenvolvendo um vocabulário mais rico e tende a se comunicar muito melhor. Como já dizia o velho guerreiro, quem não se comunica se trumbica.

A leitura estimulada desde a infância, desenvolve na criança o senso crítico e a criatividade por forçar a criança a imaginar tudo que está lendo.

Pessoas mais criativas, conseguem enxergar soluções onde os outros não conseguem, e as pessoas comunicativas vão saber espalhar para o mundo a solução que encontraram, ou seja, vão se destacar.

Leia Também  Você sabe o que é TMB? Descubra o que isso tem a ver com a sua perda de peso

Segundo professora da Unicamp Ângela Soligo, a leitura desde cedo ajuda a criança a saber lidar com as emoções: “a criança começa a perceber alguns conflitos pessoais dela no personagem e se espelha nele para tomar atitudes”.

Agora pensa em um ser humano criativo, comunicativo e que sabe controlar suas emoções. Pensou?

A leitura aumenta nossa empatia

Empatia significa a capacidade psicológica para sentir o que sentiria uma outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções, procurando experimentar de forma objetiva e racional o que sente outro indivíduo.(fonte)

Vou destacar um trecho do significado de empatia: “…o que sentiria uma outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela”.

O que todos nós fazemos, até mesmo de forma inconsciente quando estamos lendo alguma história de ficção por exemplo, é justamente se colocar no lugar do personagem.

Não há imagens na leitura, apenas letras, expressões, o que nos obriga a imaginar o que aquele personagem está descrevendo. Imaginar o que ele está vendo, sentido, ou seja, nos transformamos no personagem, nos colocamos no lugar dele.

Leia o trecho abaixo:

“Da nova perspectiva do nível da calçada, ele viu o barco balançar duas vezes, momentaneamente preso em outro rodamoinho, e desaparecer…

Ele se levantou e andou até o bueiro. Ficou de joelhos e espiou lá dentro. A água fazia um som oco e úmido ao cair na escuridão. Era um som apavorante…

Havia olhos amarelos lá dentro, o tipo de olhos que ele sempre imaginou, mas nunca realmente viu no porão…Viu-se se levantando e se afastando, e foi quando uma voz, perfeitamente lógica e um tanto agradável, falou com ele de dentro do bueiro.

  • Oi, Georgie – disse a voz.”

Viu? Se sentiu no lugar do garotinho em busca do seu barco perdido na chuva que cai no bueiro? Imaginou como seria o som apavorante da água caindo na escuridão de um bueiro na rua? Conseguiu ver os olhos amarelos demoníacos dentro do bueiro?

O trecho acima é do livro A Coisa de Stephen King. Para quem já viu o filme ficou mais fácil imaginar, na verdade, ao ler, provavelmente a cena do filme aconteceu totalmente na mente.

Muitos conseguiram sentir o mesmo medo que o pobre Georgie sentiu.

Agora imagine que você se coloque no lugar de personagens constantemente. Frequentemente sente as alegrias, tristezas, medos e amores de milhares de personagens, todos os dias.

Com o tempo, facilmente você vai estar vendo a vida pelos olhos das outras pessoas, entendendo melhor o que as pessoas sentem e compreendendo melhor cada uma delas.

Não sou eu apenas que afirmo isto. Um estudo da New School de Nova York, chegou à mesma conclusão.

Em outro estudo, cientistas da Universidade Emory, nos Estados Unidos, descobriram que ler pode afetar nosso cérebro por dias, como se realmente tivéssemos vivenciado os eventos sobre o qual estamos lendo.

Vale lembrar que a empatia é um dos primeiros quesitos para ser um ser humano mais atraente e influente. O próprio Jesus ensinou: “Amai ao próximo como a si mesmo”, e só há uma maneira de fazer isso, se colocando na pele do outro.

Leia e aumente a sua criatividade

Como já disse no trecho acima, a leitura nos força a imaginar a cena e tudo mais que é descrito pelo personagem ou interlocutor.

Nossa mente tem que trabalhar nas ideias descritas, tem que construir as cenas. Quando lemos um texto fazemos isso mesmo sem perceber.

Leia Também  Diabetes - O que é e como evitá-la sem sofrimento

As leituras de ficção são as mais interessantes para isso, principalmente aquelas que possuem elementos dos quais desconhecemos, como histórias medievais ou futurísticas.

Alguns autores como Dan Brown (O Código da Vinci), Stephen King (A Coisa) costumam ser bem descritivos e detalhistas em suas narrativas, por isso, são autores que em suas obras gostam de fazer nossa imaginação trabalhar. Se você precisa estimular a sua mente para imaginar novas soluções no seu dia, recomendo estes autores.

Mais uma vez a ciência me ajuda: Pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, descobriram que pessoas que leem ficção têm mais tendência a aceitar pensamentos ambíguos e passam a entender diferentes aspectos de um mesmo assunto. Isso significa que, graças à leitura, é mais fácil encontrar alternativas diferentes no dia a dia.

Para os pais, que gostariam de estimular a criatividade em seus filhos, comecem com a boa e velha historinha para dormir. As histórias para dormir terão efeito semelhante ao da leitura de ficções, pois também forçará a criança a imaginar tudo que está sendo narrado.

Alguns livros que vão estimular a criatividade de jovens e adultos são: Game of Thrones, O Senhor dos Anéis, Harry Potter, As Crônicas de Nárnia e outros do mesmo gênero.

Maximiza mais!

Assine nossa lista VIP e receba os artigos do blog no seu e-mail

Leitura, a verdadeira academia do cérebro

Quer fazer um verdadeiro cross fit no seu cérebro? Leia, leia e leia.

São vários os estudos que já comprovaram que a leitura aumenta as conexões neurais, fazendo com que o cérebro funcione cada vez melhor.

Por exemplo, o Instituto Nacional de Saúde Mental (NIMH) nos EUA, constataram que a leitura aumenta a conectividade de uma determinada região do cérebro.

Um outro estudo descobriu que a redução do funcionamento do cérebro, na velhice, pode ser reduzida em cerca de 30% se a pessoa mantiver hábitos de leitura, além de proteger contra doenças como o mal de Alzheimer.

Comparar o ato de ler com uma espécie de “exercício físico” para o cérebro, como ocorre na musculação sobre a massa corporal, está longe de ser adequado. A neurociência realizou descobertas nos últimos anos que fazem com que essa comparação nos dê apenas uma ideia distante dos verdadeiros efeitos da leitura sobre o cérebro.

Passar os olhos por palavras ordenadas que juntas formam um sentido, estimulam a formação de “caminhos neurais” em nosso cérebro. Quanto mais complexa for a leitura, com novas palavras, novos caminhos são formados. A leitura constante faz com que estes mesmos “caminhos neurais” sejam percorridos várias e várias vezes…

…e você já percorreu um mesmo caminho várias vezes?

Imagine que você está fazendo um novo trajeto para a sua casa. Nas primeiras vezes há algumas dúvidas. Você vai mais devagar. Não sabe exatamente em qual rua vai virar. Se há ou não buracos na rua, entre outras novidades. A medida que você vai percorrendo esse caminho várias vezes, vai ficando cada vez mais fácil chegar em casa. Já não há tantas dúvidas. Você já sabe em qual rua vai virar e onde tem ou não buracos. Cada vez mais você reforça o seu conhecimento sobre o aquele caminho.

A mesma coisa acontece em nosso cérebro. Quanto mais reforçamos alguns caminhos neurais, mais rapidamente o nosso cérebro percorre esse caminho, ativando os neurônios necessários e acessando as informações que precisamos mais rapidamente.

A leitura é uma ótima maneira de criar e estimular estes caminhos.

Leia Também  12 Livros que você pode e deve ler em 2018

Atente-se também que o contrário é válido. Se o uso constante estimula os caminhos neurais, o desuso vai fazer com que esses caminhos praticamente desapareçam.

Da infância à vida adulta, é necessário colocar o cérebro em contato com conteúdos cada vez mais complexos. Se a pessoa se contenta com linguagem simples – frases curtas da televisão e das redes sociais, vocabulário pobre e sintaxe pouco elaborada –, o desenvolvimento cerebral se estabiliza e a pessoa se torna incapaz de compreender ideias com consequências significativas para si mesmo e para a sociedade.

Como adquirir o hábito da leitura

Não vou aqui dar alguma fórmula mágica em 5 passos de como ter o hábito da leitura, mas, vou apenas contar como eu consegui ler regularmente e gostar disso.

Tenho prazer pela leitura a aproximadamente 2 anos. Um pouco mais fraco em 2016, e bem forte em 2017.

Ao contrário do que alguns podem imaginar (após ler um artigo, escrito por mim, falando sobre benefícios da leitura), nunca fui muito de ler, não gostava mesmo, e se hoje tenho prazer na leitura e chego a ler até 3 livros por mês, você, que deseja ter esse hábito, também pode.

A possibilidade de ler livros no celular contribuiu muito para a formação deste meu novo hábito. Acabou com desculpas do tipo: “não vou ler pois não tem como puxar um livro aqui na espera do médico” ou “não vou levar um livro para o trem”.

Assim como podia puxar o celular para ver o Twitter ou o Facebook, também poderia puxar um livro ou um artigo de algum blog para ler.

Aliás, ler blogs que gosto também ajudou. Geralmente os artigos de blog podem ser lidos em até 10 no máximo 15 minutos, ou seja, leituras rápidas que podem ser feitas em qualquer lugar. Encontrar blogs sobre assuntos que gosto e tê-los sempre a mão para ler no celular, estimulou em muito o meu prazer pela leitura.

Encontrar um livro de texto simples e de tamanho razoável foi o próximo passo. O livro foi “Os Segredos da Mente Milionária”, livro tranquilo de ler e principalmente com um conteúdo impactante, que realmente mexeu com a minha cabeça e a minha visão sobre as finanças.

Depois disso foi apenas me esforçar por uns 2 meses. Exatamente, me esforçar. Não prometi a ninguém que um novo hábito não vem sem esforço. Criei a obrigação de ler pelo menos 1 capítulo de algum livro por dia, religiosamente.

Fique tranquilo, você só precisa se esforçar e se obrigar a ler por 1, no máximo, 2 meses. Depois deste período, não haverá mais obrigação. Você terá adquirido o hábito de ler, a leitura se tornará algo natural no seu dia, como acordar de manhã e escovar os dentes.

Se você deseja algumas sugestões de livros para começar a ler e que tenham estas características que acabei citar, ou seja, livros de tamanho razoável, que possuam versão para leitura em dispositivos móveis e que tenham um bom preço que caiba no seu bolso, eu tenho 12 sugestões de livros para você ler ainda em 2018, é só clicar neste link para saber mais sobre estes livros e ainda onde comprá-los.

E você? Tem o hábito de ler? Como conseguiu? Coloque aqui nos comentários.

Forte a-bra-ço!

Maximiza mais!

Assine nossa lista VIP e receba os artigos do blog no seu e-mail

Alexander Lima

Administrator

Coach e Desenvolvedor de Software
follow me

Leia Também