8 erros para você evitar na dieta Slow Carb

Bora emagrecer?

Se você leu o primeiro artigo sobre a dieta Slow Carb e decidiu fazer um teste, um experimento para ver no que dá, provavelmente já deve estar na segunda ou terceira semana no caminho do seu peso desejado.

Provavelmente, nesse início você já deve ter perdido em torno de uns 2 ou até mesmo 3 kg. Pelo menos comigo foi assim.

Esse é o momento de manter o foco, continuar firme e evitar alguns erros muito comuns de quem procura fazer essa dieta, ou outra dieta baseada no corte de carboidratos.

Por isso que no artigo de hoje trago uma lista com os 8 erros mais comuns que as pessoas que praticam a dieta acabam cometendo, para que você também não os comenta e chegue logo no seu peso desejado.

Então, se não quer dar mole logo agora, continue lendo este artigo para saber quais são os erros e equívocos mais comuns e como não cometê-los.

Maximiza mais!

Assine nossa lista VIP e receba os artigos do blog no seu e-mail

A lista a seguir foi baseada no livro que deu origem a dieta, 4 horas para o corpo, de Timothy Ferris.

Então, vamos a lista, cometa um ou mais desses erros e você vai fracassar.

1 – Ficar mais de 1 hora sem comer após acordar

Ficar mais de 1 hora sem comer após acordar

Se você tem o costume de acordar, enrolar na cama, ir para sala, deitar no sofá, ligar a TV, esticar as pernas para só depois começar a fazer o seu café da manhã e ingerindo ele somente mais de 1 hora depois de acordar, saiba que esse hábito vai impactar diretamente na sua perda de gordura.

Tim Ferris constatou isso realizando experiências com o próprio pai.

No primeiro mês da dieta, a taxa de perda de peso do pai de Tim foi de 7,7 kg por mês. Já no segundo mês, seu pai passou a ingerir alimentos somente mais de 1 hora ou mais após acordar, com isso, a taxa no segundo mês caiu para 2,5 kg por mês.

Isso mesmo. Demorar mais de uma hora para se alimentar, após acordar, fez a taxa de perda de peso ao mês, do pai de Ferris, cair mais de 65%.

A avaliação não parou por ai.

No terceiro mês, até 30 minutos após acordar, o pai de Ferris ingeria pelo menos 30 gramas de proteína.

O resultado?

A taxa mais do que triplicou! Subiu de 2,5 kg para 8,5 kg por mês.

Se esses números não foram o suficiente, saiba que pular o café da manhã está diretamente ligado ao consumo de comida exagerado a noite.

Leia Também  Tudo aquilo que não te contaram sobre exercícios físicos

Portanto, deixe de tomar o café da manhã e sua dieta pode ir por água abaixo. Procure ingerir ao menos 30 g de proteína nos primeiros 30 minutos após acordar, e as chances de sucesso serão bem altas.

2 – Ingerir pouca proteína

Ingerir pouca proteína

O comum das pessoas que começam uma dieta, é entupir o prato de verduras e legumes, achando que comer apenas isto vai, fazer perder peso.

Acredite, essa não é uma boa ideia.

Como essa dieta trabalha com a redução de carboidrato, ingerir proteína suficiente é fundamental.

A dica? Consuma pelo menos 20 g de proteínas por refeição, principalmente no café da manhã.

O consumo suficiente de proteínas no café da manhã reduzirá a necessidade de carboidrato e aumentará a queda no nível de gordura.

Algumas opções de café da manhã que o ajudarão no consumo de proteínas:

  • coma 2 ou 3 ovos inteiros
  • Bacon de peru, bacon orgânico, salsichas orgânicas ou queijo cottage
  • um Shake com 30 g de proteína com gelo e água

No almoço e no jantar capriche no feijão e nas carnes.

Nunca se esqueça: coma até ficar satisfeito.

3 – Beber pouca água

Beber pouca água

Aumentar o consumo de água é obrigatório. Sem conversa.

Se você não possui esse hábito, a hora chegou.

No livro, Tim Ferris cita o caso de sua mãe que reduziu o consumo de água no início da dieta.

Após a retomada de um consumo eficiente de água, sua mãe voltou a perder 1,4 kg.

Atente-se para aumentar o consumo de água, principalmente, no seu dia de folga. Caso não consuma água o suficiente, acabará com fortes enxaquecas.

4 – Pensar que se transformará em chef por causa da dieta

Pensar que se transformará em chef por causa da dieta

Provavelmente você estará passando por uma mudança radical de hábitos alimentares. Por isso, o início da dieta já irá render muitas adaptações ao seu dia, e aprender a cozinhar, se você não está habituado, não precisa ser mais uma delas.

A dieta Slow Carb não trabalha com quantidade de calorias que será consumida em cada refeição. Por isso, nas duas primeiras semanas você pode errar um pouco a mão nas compras.

Para evitar maiores estragos dê preferência para comidas congeladas ou enlatadas, serão mais fáceis de preparar, consumir e melhor para armazenar.

Primeiro, mude os alimentos que passará a consumir, depois aprenda as diversas formas de preparo.

5 – Pesagens no momento errado do ciclo menstrual

Pesagens no momento errado do ciclo menstrual

Essa é só para as mulheres. Óbvio!

Umas das dicas já dadas aqui no blog, foi a de não se pesar todos os dias, mas sim, restringir as medições somente uma vez na semana.

Leia Também  10 dicas para fazer a dieta Slowcarb e ver os resultados

No caso das mulheres é preciso só um pouco mais de atenção em um determinado período, aproximadamente 10 dias antes da menstruação.

A tendência é que nesse período ocorra uma maior retenção de líquido, e logo, isso irá refletir na balança.

Evite frustrações.

Considere portanto a sua primeira pesagem após o último dia de menstruação para efeitos de acompanhamento, se estiver seguindo a dieta bonitinho, você estará perdendo gordura, pode acreditar.

6 – Exagerar nas “Comidas Dominó”

Exagerar nas “Comidas Dominó”

“Comidas dominó” é um nome dado por Ferris para aquelas comidas que é quase impossível comer uma ou duas, tem que comer é o pacote todo, aos punhados.

Isso é muito comum com biscoitos e batatas chips, porém há alimentos permitidos na dieta que possuem o mesmo efeito, como por exemplo: castanhas, nozes, grão-de-bico, amendoim, macadâmia e amêndoas.

Esse erro é tão comum, que o próprio criador da dieta escorregou.

“Minha perda de gordura já se estagnou três vezes por culpa das amêndoas, que são fáceis de comer aos punhados e simples de justificar por serem nutritivas. Infelizmente, elas também contêm 824 calorias por xícara, 146 calorias a mais do que um Whopper do Burger King (678 quilocalorias).”

Você já imaginou que um punhado de amêndoas podem possuir mais calorias do que um hambúrguer do Burger King?

Essas “Comidas Dominó” são úteis no início da dieta, quando você está se adaptando com a regularidade de se alimentar e acabar sentindo fome no intervalo entre as refeições.

A dica aqui é evitá-las. Como? Comendo até ficar satisfeito(a) nas refeições.

7 – Errar a mão nos adoçantes

Errar a mão nos adoçantes

Esse deve ser o erro mais comum, com ou sem dieta.

Aqui temos dois problemas.

Não adianta cortar o açúcar do café, e no lugar jogar umas 50 gotas de adoçante. O adoçante nessa quantidade já ficou equivalente ao açúcar, ou até mesmo já o passou.

Por mais que não possua calorias, a grande maioria dos substitutos do açúcar acabam por provocar o aumento da insulina.

Diga não aos adoçantes. Se for doce demais, deve liberar muita insulina ou irá arruinar com o seu metabolismo.

Se ainda assim duvida dos malefícios dos substitutos do açúcar como o aspartame, sucralose, dê uma lida nos links abaixo:

O que usar no lugar do açúcar e dos adoçantes? Experimente temperos ou essências como o de baunilha ou canela.

Leia Também  A importância do estilo de vida jovem

8 – Malhar demais

Malhar demais

Se exercitar mais do que necessário poderá inclusive reverter a perda de peso.

Como? A malhação exagerada leva a uma alimentação exagerada, o consumo de bebidas energéticas, entre outras escapadas.

É só pensar. Passe um dia inteiro sem comer e vá ao supermercado ou a algum fast food. O que sempre ocorre nestas situações é o consumo exagerado, pois o seu corpo está necessitado demais de alimento, e geralmente nesses casos, quando o corpo precisa demais o cérebro pensa de menos.

Portanto ao malhar demais, e ressalto aqui que demais é acima do necessário, você vai comer demais e vai estar mais frágil a escapar da dieta.

Na dieta Slow Carb não é necessário malhar para perda de peso, mas também não está proibido, desde que moderadamente.

Uma das praticantes da dieta escreveu:

“Vou à academia cinco vezes por semana, duas horas na esteira, mais uma hora de spinning duas vezes por semana (…) Tenho feito exercícios assim há quase três meses. Nas primeiras três semanas, perdi quase 9 kg, mas desde então recuperei aproximadamente 3 kg. Também faço vários exercícios voltados para grupos musculares distintos (duas vezes por semana para pernas, quadris, braços etc.).”

Os 3 kg ganhos provavelmente foram de massa magra, mas parte dos 9 kg perdidos provavelmente foram de músculos.

Portanto, se for se exercitar, é importante mensurar a perda de percentual de gordura corporal, não somente o peso.

Bora lá!

Acredito que este artigo te ajudará muito na perda de peso.

Lembre-se: emagrecer com saúde não é deixar de comer e fazer exercícios até o pulmão pular para fora, mas sim ter uma alimentação regular, regrada e atividades físicas moderadas.

Se atenha aos detalhes, eles farão a diferença na dieta.

Resumindo, os erros mais comuns que você deve evitar são:

  1. Ficar mais de 1 hora sem comer após acordar
  2. Ingerir pouca proteína
  3. Beber pouca água
  4. Pensar que se transformará em chef por causa da dieta
  5. Pesagens no momento errado do ciclo menstrual (somente mulheres)
  6. Exagerar nas “Comidas Dominó”
  7. Errar a mão nos adoçantes
  8. Malhar demais

Compartilhe este artigo não só com quem está fazendo a dieta slow carb, mas até com quem está fazendo algum outro tipo de dieta, pois os erros aqui citados são comuns em várias outras situações.

Forte a-bra-ço!

Maximiza mais!

Assine nossa lista VIP e receba os artigos do blog no seu e-mail

Alexander Lima

Administrator

Coach e Desenvolvedor de Software
follow me

Leia Também